ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SÁBADO  27    CAMPO GRANDE 30º

Comportamento

Morre dona Edna, que durante três anos só conseguia sorrir para Luiz

A história de amor foi contada no Lado B em 2016, quando a esposa passou mais de 1 ano internada na Santa Casa e sorriso era única comunicação com marido

Por Thailla Torres | 08/08/2018 12:49
 Edna foi personagem do Lado B em 2016, quando passou meses internada na Santa Casa de Campo Grande.
Edna foi personagem do Lado B em 2016, quando passou meses internada na Santa Casa de Campo Grande.

Morreu, na manhã desta quarta-feira (8), aos 63 anos, a moradora de Aquidauana Edna Barbosa. Ela havia sido internada há poucos dias com pneumonia e estava no hospital quando teve múltipla falência dos órgãos. Edna foi personagem do Lado B em 2016, quando passou meses internada na Santa Casa de Campo Grande e sua única comunicação com o marido era o sorriso.

Durante mais de 365 dias, médicos e enfermeiros presenciaram a dedicação de Luiz Carlos Barbosa, de 63 anos, com a esposa. "Ela nunca mais falou, não se comunicava, mas eu fiz treinamento para dar todos os cuidados a ela. Nunca vou esquecer aquele sorriso", relata Luiz, nesta manhã.

Ele diz que nunca será capaz de esquecer o carinho e a vida que Edna dedicou a felicidade da família. "Ela era muito companheiro, a conheci quando era uma menina e juntos viajamos muito por esse Brasil", conta ao lembrar do tempo de caminhoneiro em que esposa fazia companhia nas viagens.

Quando a esposa esteve em Campo Grande, de 2015 a 2016, o casal viu passar no calendário o aniversário, de casamento, o dela, o dele, Páscoa, Natal e o Ano Novo. Depois do último AVC e um histórico de saúde complicado há 20 anos, Edna passou a se comunicar com o esposo apenas por lágrimas e sorrisos.

Edna deixa o marido e três filhos. O velório é realizado na Pax Nacional de Aquidauana e o sepultamento está previsto para às 8h, desta quinta-feira.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário