A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

22/03/2017 14:07

Carne Fraca: deputados pedem moratória para produtores pagarem dívidas

A prorrogação do prazo para pagamentos tem como objetivo minimizar o impacto da operação no setor produtivo

Lucas Junot
À esquerda, deputado Zé Teixeira e o líder do governo na Assembleia, professor Rinaldo (Foto: Divulgação/ALMS)À esquerda, deputado Zé Teixeira e o líder do governo na Assembleia, professor Rinaldo (Foto: Divulgação/ALMS)

Para combater os prejuízos em decorrência da operação Carne Fraca, desencadeada no último dia 17 de março pela PF (Polícia Federal) em seis estados brasileiros, deputados pediram à Superintendência do Banco do Brasil em Mato Grosso do Sul a prorrogação do prazo de pagamento (moratória) por 30 dias dos financiamentos bancários de crédito rural celebrados com os produtores rurais do Estado.

A ideia é do 1º secretário da Assembleia Legislativa, deputado Zé Teixeira (DEM). “É um meio de ajudar emergencialmente os produtores, uma vez que em função da operação da Polícia Federal diversos países suspenderam temporariamente a importação da carne bovina. A cadeia produtiva de Mato Grosso do Sul, por meios dos sindicatos rurais e outras entidades representativas, pedem a concessão desta moratória de 30 dias”, destacou.

Para os deputados estaduais, a repercussão internacional da operação trouxe grandes prejuízos ao Brasil e ao Mato Grosso do Sul. O assunto foi debatido na sessão ordinária de ontem (21).

“O nosso País está superando a pior crise da sua história, alicerçado no agronegócio e contando com o trabalho dos produtores rurais. Portanto, não é justo que tenham a imagem maculada pela ação irresponsável e criminosa de alguns. Não é correto que os proprietários afetados pelos embargos internacionais sejam penalizados com as consequências advindas de uma possível inadimplência”, afirmou.

Exportações - No último dia 20, China, União Europeia e Coreia do Sul, suspenderam ontem (20) a importação de carnes brasileiras depois da operação Carne Fraca, desencadeada pela Polícia Federal.

Ontem, a Coreia do Sul voltou atrás, após confirmação por parte do Ministério da Agricultura brasileiro de que o país nunca adquiriu carne de frango estragada.

Egito e Hong Kong suspenderam a importação até que informações oficiais do ministério sejam enviadas aos países, esclarecendo a operação.

A embaixada do Japão no Brasil informou ontem também que o país interrompeu a importação de carne produzida nos 21 frigoríficos que são alvo da Operação Carne Fraca.

O presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Jonathan Barbosa, disse que esta pode ser a maior crise vivida pelo setor na história. Além do impacto negativo nos mercados internacional e interno, em virtude da perda da credibilidade quanto à qualidade dos produtos que oferece, caso o frigorífico JBS, um dos envolvidos na investigação seja obrigado a fechar as portas "a pecuária em Mato Grosso do Sul quebra".

Apesar de Mato Grosso do Sul não estar na lista da Polícia Federal, o frigorífico JBS possui 22 unidades no Estado.



Engraçado. Nao vejo nenhum politico ou governante pedindo moratória pelis mais de 12 milhões de desempregadis deste país. Francamente Srs.
 
Bey em 22/03/2017 16:23:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions