A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

28/05/2019 11:50

Dagoberto Nogueira pede que deputado estadual deixe partido

Deputado federal disse concordar com a saída de Jamilson Name do PDT, mas parlamentar nega desejo de deixar legenda

Jones Mário e Leonardo Rocha
Deputado estadual Jamilson Name mostrou carta em que Dagoberto Nogueira pede sua saída do PDT (Foto: Leonardo Rocha)Deputado estadual Jamilson Name mostrou carta em que Dagoberto Nogueira pede sua saída do PDT (Foto: Leonardo Rocha)

O deputado federal e presidente estadual do PDT (Partido Democrático Trabalhista), Dagoberto Nogueira, enviou carta ao deputado estadual pedetista Jamilson Name para “concordar” com a desfiliação do parlamentar da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul). O documento, mostrado por Name durante sessão de hoje, afirma ainda que a legenda não vai requisitar seu mandato.

“Ele não me ligou, não me comunicou. Só mandou essa carta por meio de emissário”, disse o deputado estadual, que atribuiu o envio da carta a conflitos de interesse. “Desde que assumi o mandato e declarei que seria candidato a prefeito em 2020 e a deputado federal em 2022, tenho sofrido essas críticas internas feitas pelo Dagoberto. Ele acredita que o partido é dele e não quer dar espaço para os demais”.

Name negou vontade de deixar a legenda. “Vou acionar a assessoria jurídica e a direção nacional do PDT. Não tenho interesse de deixar o partido. Depois das consultas, vou tomar a decisão de que caminho seguir”.

A carta assinada pelo deputado federal Dagoberto Nogueira diz que Jamilson Name fez “reiteradas manifestações” sobre seu interesse em deixar o partido. O documento ainda fala em “desentendimentos permanentes” do parlamentar da ALMS com os dirigentes partidários.

Carta concorda com saída de Jamilson Name do PDT, mas deputado estadual alega que não pediu para sair (Foto: Leonardo Rocha)Carta "concorda" com saída de Jamilson Name do PDT, mas deputado estadual alega que não pediu para sair (Foto: Leonardo Rocha)


Name seguiu com as críticas ao deputado federal. “Sou próximo do João Leite Schmidt, ex-presidente estadual do PDT, que na época deixou o partido forte, com deputados estaduais e federais. Sob comando do Dagoberto, o partido diminuiu, porque ele gosta de se isolar. Ele não concorda que eu seja da base aliada do Reinaldo [Azambuja, governador]”.

“Antes de assumir o mandato havia conversas de que eu poderia ser o candidato a prefeito. O Dagoberto já vem dizendo que ele quer ser o candidato, mas sabemos que quando chega lá ele desiste, usando o partido como moeda de troca. Ele não tem votos para ser eleito”, reforçou Name.

Procurado pela reportagem, Dagoberto Nogueira se defendeu e também criticou o colega de legenda. "Foi ele quem pediu para sair do partido. Eu apenas atendi uma reivindicação dele. Se ele teve essa postura, tem que sair mesmo do partido. Porque mostrou que é falso e mentiroso".

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions