A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

23/06/2016 10:03

Marcos Valério diz que vai reforçar delação de Delcídio do Amaral

Preso desde 2013, lobista prometeu entregar documentos do mensalão mineiro

Mayara Bueno
Ex-senador de MS, Delcídio do Amaral (sem partido). (Foto: Arquivo)Ex-senador de MS, Delcídio do Amaral (sem partido). (Foto: Arquivo)

A defesa de Marcos Valério, preso por envolvimento no mensalão desde 2013, disse que o lobista afirmou, em depoimento prestado na terça-feira (21), que se comprometeu a reforçar trechos da delação feita pelo ex-senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) à Operação Lava Jato.As informações foram divulgadas no Estadão.

De acordo com o advogado de Valério, Jean Robert Kobayashi Júnior, o material será compartilhado com o MPF (Ministério Público Federal) por envolver políticos com foro privilegiado.

A promessa do lobista, segundo fontes que participam das negociações, seria entregar documentos sobre o mensalão mineiro, gênese do mensalão federal, que envolveria nomes importantes do PSDB, a exemplo do ex-governador de Minas Gerais e ex-presidente do partido, Eduardo Azeredo. Ele foi condenado a 20 anos e 10 anos de prisão por lavagem de dinheiro e peculato.

Já Delcídio, que foi relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Petrobrás, em 2014, disse na Lava Jato que o senador Aécio Neves (PSDB-MG), teria atuado dentro do colegiado para beneficiar o Banco Rural, pivô tanto do mensalão mineiro quanto do federal.

Quando a comissão determinou a quebra de sigilo do Banco Rural, utilizado para a lavagem de dinheiro do esquema, “curiosamente” começou a surgir “um certo incômodo por parte do PSDB”, de acordo com ex-senador sul-mato-grossense.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions