A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

08/10/2013 15:28

No PR, Giroto também pode ser vice ou candidato a deputado estadual

Zemil Rocha
Londres e Giroto durante o ato político de anúncio da filiação ao PR (Foto: Cleber Gellio)Londres e Giroto durante o ato político de anúncio da filiação ao PR (Foto: Cleber Gellio)

O secretário estadual de Obras, Edson Giroto, pode ser candidato a vice-governador ou a deputado estadual nas eleições do ano que vem, além de ser um nome que o Partido da República (PR) considera para a sucessão do governador André Puccinelli (PMDB) ou que pelo menos pode apresentar como componente das negociações políticas com outros partidos.

Esta manhã, na Assembleia Legislativa, a possibilidade de Giroto ser candidato a deputado estadual foi informada pelo presidente regional do PR, deputado Londres Machado. Já o presidente da Assembleia, Jerson Domingos (PMDB), defendeu que Giroto seria “um ótimo vice” na chapa de Delcídio do Amaral (PT). “Só o Estado tem a ganhar com isso”, acrescentou o peemedebista.

Jerson Domingos é tão fã de Giroto, que fez uma declaração surpreendente: “Se Giroto fosse candidato a governador, eu mudaria minha opinião em relação ao Delcídio”. Jerson tem defendido aliança do PMDB com o PT, a fim de apoiar Delcídio na disputa pelo governo do Estado.

Enaltecendo as qualidades de Giroto, o presidente da Assembleia afirmou que ele é um político “supercapacitado”, com grande capacidade de execução. “E se o Giroto tivesse um só voto, não seria o dele, seria o meu”, afirmou o parlamentar. Descrê, porém, que Giroto dispute o governo do Estado em 2014. “As coisas não conduzem para esse caminho”, garantiu o deputado, que é muito ligado ao governador André Puccinelli.

Com outro enfoque, Londres entende que Giroto tem sim “todas as qualidades para ser candidato ao governo do Estado”, embora admita que também possa concorrer a vaga de deputado estadual. Lembra que Giroto teve muitos votos em Campo Grande no ano passado e tem uma boa base de apoio no interior do Estado, por conta de sua atuação como secretário estadual de Obras e também como deputado federal. “Está pronto para concorrer, mas o partido vai ouvir todos os prefeitos e correligionários para decidir o destino e isso só em 2014”, declarou.

Questionado sobre o fato de Delcídio ter afirmado que a filiação de Giroto já é indicativo de que o PR marchará com o PMDB em 2014, Londres respondeu parte com palavras e parte com mímica: “Isso é posição do Delcídio. Se Delcídio não nos quer...”. Londres então sacudiu os braços, como quem diz: “é problema dele”.

Sobre o fato de o deputado estadual Paulo Corrêa preferir aliança do PR com o senador Delcídio do Amaral, Londres disse que o parlamentar é “importante aliado e opinião dele será levada em consideração”.

Vice de Delcídio – Indagado diretamente se Edson Giroto poderia ser candidato a vice-governador na chapa de Delcídio ou tentar vaga de deputado estadual de olho no comando da Assembleia, Londres garantiu que não há definições prévias no PR. “O partido não segue esse caminho. Não decide, previamente o que a pessoa deve ser. O candidato deve ter um desejo de disputar determinado cargo, mas se partido precisar do membro do partido para desempenhar missão, mediante entendimento com outros partidos, ele será convidado para isso”. A seguir foi enfático: “Não existe conversação dele ser vice”.

O projeto de Giroto, segundo Londres, é a reeleição para a Câmara Federal. Admite, porém, que nas conversações com demais partidos pode haver outro encaminhamento, até mesmo para ser candidato a governador.

Instado mais uma vez diretamente a responder sobre a possibilidade de Giroto ser candidato a deputado estadual, Londres garantiu: “Ele nunca pensou nisso. Sempre quis a reeleição. Mas o partido está conversando. Se lá na frente tiver um cargo majoritário, veremos”.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions