A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

20/08/2014 16:36

Leilão de milho comercializa apenas 15 mil toneladas do Estado

Priscilla Peres

O leilão de Pepro (Prêmio Equalizador pago ao Produtor Rural) realizado hoje pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) comercializou apenas 15 mil toneladas de milho, das 75 mil toneladas disponibilizadas pelo Mato Grosso do Sul.

O leilão ofertou 1 milhão de toneladas de milho de três Estados, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. E comercializou 85,5% do total, ou 898 mil toneladas. O valor total do prêmio a ser pago aos produtores rurais ou cooperativas arrematantes que comprovarem o escoamento do produto para os locais indicados no edital será de mais de R$ 29,1 milhões.

O produto é oriundo da safra 2013/2014.De acordo com o consultor da unidade técnica da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), Justino Mendes, o Pepro é realizado para ajudar a escoar a produção de grãos da região, garantindo um preço mínimo ao produtor. "Por meio desse leilão, o governo garante a venda e comercialização do milho por um valor estalecido, no caso R$ 17,67 por saca de 60 kg", explica.

O milho safrinha em Mato Grosso do Sul está em fase de colheita e o Estado não tem capacidade para armazenar toda a produção. "O clima ajudou e a produtividade foi alta, por isso os preços estão com tendência de queda e os armazéns cheios", detalha o consultor, lembrando que no ano passado a Famasul alertou os produtores para frear os investimentos no milho safrinha devido os altos custos da produção.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions