A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

03/09/2012 08:11

Vigia que teve corpo queimado apresenta melhora e deixa CTI da Santa Casa

Francisco Júnior
Local onde a vítima teve corpo queimado. (Foto: Minamar Júnior)Local onde a vítima teve corpo queimado. (Foto: Minamar Júnior)

Melhorou o estado de saúde do vigia Evaldo Justino da Silva, de 41 anos, que teve o corpo queimado na madrugada do dia 25, no Jardim Anache, em Campo Grande. Ele deixou o CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Santa Casa e está internado na enfermaria.

“ Ele está se recuperando de uma pneumonia que o deixou debilitado. Agora está ficando tudo bem, graças a Deus”, comemora o irmão do vigia, Aparecido da Silva.

Aparecido diz que está aliviado com a prisão dos dois homens que atearam fogo no corpo do irmão. Ele espera que a justiça deixe os dois presos por um longo período. “Eles destruíram meu irmão. Ele está com o corpo todo queimado. Fizeram uma grande crueldade com ele”, diz revoltado.

Na última sexta-feira (31), a Polícia apresentou os dois homens suspeitos de terem cometido o crime. Erick Vinícius dos Reis Belga, 21 anos, disse que ateou fogo porque a vítima não tinha dinheiro para comprar uma camiseta que ele estava vendendo para trocar por droga.

O outro preso, Kleiton Alef Santos Nascimento, 19 anos, negou participação no crime. Ele argumenta que apenas comprou por R$ 10 a bicicleta da vítima vendida por Erick em um bar. O dono do estabelecimento também será ouvido.

Os dois já tem extensa passagem pela Polícia por roubo, furto, lesão corporal e porte de arma. Kleiton será indiciado por roubo e Erick por roubo qualificado e lesão corporal grave.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions