ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 16º

Esportes

Audiência pública sobre Morenão terá presença da UFMS, Fapec e MP

As discussões serão no Plenário Júlio Maia, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

Por Gabriel de Matos e Gabriela Couto | 27/02/2024 16:03
Esplanada do Estádio Morenão em registro no mês de fevereiro (Foto: Paulo Francis) 
Esplanada do Estádio Morenão em registro no mês de fevereiro (Foto: Paulo Francis)

A Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul) receberá na próxima quinta-feira (29) uma audiência pública para tratar sobre o Estádio Pedro Pedrossian, o Morenão. O tema será o futuro e a utilização do espaço.

O deputado Pedrossian Neto (PSD) é um dos envolvidos para a realização da discussão. Em entrevista, ele detalhou que o evento terá presença de representantes da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Fapec (Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura) e MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul).

O objetivo central será reavaliar o cronograma das obras do estádio. "O objetivo é ver o cronograma de obra, tudo que já foi feito. Verifiquei o estado das obras e ainda está muito aquém para o que precisamos para o estádio fique funcional".

O deputado explicou que o sentimento geral após a visita é que o estádio está impróprio para uso. "Precisa de pintura, cadeiras, o campo precisa ser todo reformado, não tem placar eletrônico, as cabines de imprensas estão caindo aos pedaços".

Questionado sobre a responsabilidade do Estado sobre a obra, Pedrossian ressaltou que foram investidos recursos estaduais na obra por um termo de fomento a Fapec. Por isso, o Governo do Estado tem o direito de intervir.

Área interna do Morenão em registro no mês de fevereiro de 2024 (Foto: Paulo Francis) 
Área interna do Morenão em registro no mês de fevereiro de 2024 (Foto: Paulo Francis)

No início deste mês de fevereiro, torcedores do Operário protestaram pela demora das intervenções, segurando uma faixa com a frase: "cadê o dinheiro da reforma?".

Responsável por administrar as obras no estádio, a Fapec respondeu que o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul repassou R$ 9,4 milhões no ano de 2022 e que as reformas começaram naquele mesmo ano.

Desse recurso, gastou R$ 3.673.921,27 para melhorar todos os banheiros dos torcedores, vestiários dos jogadores e dos árbitros. Essa parte está concluída. "Todos os relatórios técnicos e os documentos foram enviados ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul", disse a Fundação.

O restante do dinheiro soma R$ 6.732.971,43, que serão investidos na melhoria da estrutura e segurança para receber grandes públicos. Estão previstas a readequação do sistema de proteção contra raios, recuperação de pilares, marquises e impermeabilização da cobertura.

Ainda segundo a Fapec, a previsão é entregar a reforma pronta em até 12 meses, em fevereiro de 2025.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias