13/11/2018 10:11

Jovem morto em alojamento de Unei foi vítima de gambiarra na fiação

Os fios, conforme registro policial, foram puxados da parede pelos próprios internos para fazer extensão

Viviane Oliveira
Unei Dom Bosco fica no Km 309 da BR-262, na saída para Três Lagoas (Foto: arquivo/Campo Grande News) Unei Dom Bosco fica no Km 309 da BR-262, na saída para Três Lagoas (Foto: arquivo/Campo Grande News)

O interno Jhonny David Garcia Alves, 18 anos, que morreu após receber descarga elétrica foi vítima de gambiarra. O caso aconteceu na noite de ontem (12) durante limpeza de um dos alojamentos da ala B da Unei (Unidade Educacional de Internação) Dom Bosco - localizada no Km 309 da BR-262, saída para Três Lagoas, em Campo Grande.

Conforme boletim de ocorrência, a vítima e mais três internos faziam a limpeza do alojamento, quando um deles colocou um amontoado de fio em cima da cama para não molhar. Jhonny não percebeu e acabou deitando sobre os fios. Ele começou a se debater. Os colegas, então, pensaram que era brincadeira, passaram a chamá-lo pelo nome, mas só perceberam a situação quando um deles encostou no ombro da vítima e levou choque.

Os fios, conforme registro policial, foram puxados da parede pelos próprios internos para fazer extensão. O Corpo de Bombeiros e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionados, mas a vítima não resistiu. Segundo o delegado Rodrigo Camapum, que atendeu a ocorrência, o fato aparentemente, se trata de um acidente. Os colegas de alojamento de Jhonny e os servidores que estavam de plantão no dia do fato serão intimidados para prestarem depoimento. 

O jovem cumpria medida socioeducativa de internação pelo ato infracional análogo ao crime de roubo. Jhonny tinha doze passagens pela polícia por porte de arma, porte de droga, roubo, dano e lesão corporal. Também, no sistema da polícia, o rapaz aparece como vítima de abandono familiar.

Em nota, a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), por meio da SAS (Superintendência de Assistência Socioeducativa), informou que vai abrir procedimento administrativo para apurar o fato. Entre as medidas adotadas pela superintendência, está a assistência à família da vítima. A situação na Unei está normalizada e a rotina dos adolescentes que estão cumprindo medidas socioeducativas segue sem alterações, segundo o órgão. 

imagem transparente