A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

01/09/2016 20:10

Dos candidatos a prefeito com mandato na Capital, só um abre mão de salário

Dos quatro concorrentes à prefeituras que já ocupam cargos eletivos atualmente na Capital, vice-governadora foi a única a tomar a iniciativa

Anahi Zurutuza
Rose em entrevista ao Campo Grande News (Foto: Fernando Antunes)Rose em entrevista ao Campo Grande News (Foto: Fernando Antunes)
Alex do PT diz que não renunciaria ao salário porque continuou trabalhando como vereador (Foto: Fernando Antunes)Alex do PT diz que não renunciaria ao salário porque continuou trabalhando como vereador (Foto: Fernando Antunes)
Bernal durante participação dele na rodada de entrevistas com candidatos do jornal on-line (Foto: Alcides Neto)Bernal durante participação dele na rodada de entrevistas com candidatos do jornal on-line (Foto: Alcides Neto)
Marquinhos Trad criticou iniciativa de Rose (Foto: Fernando Antunes)Marquinhos Trad criticou iniciativa de Rose (Foto: Fernando Antunes)

Rose Modesto (PSDB) abriu mão do salário de vice-governadora durante o período que estiver fazendo a campanha para a Prefeitura de Campo Grande. A renúncia temporária – que conta a partir de 15 de agosto, mas não tem data para terminar – foi publicada no Diário Oficial do Estado de quarta-feira (31). Ela é a única dentre os quatro que concorrem à chefia do Executivo municipal e exercem seus mandatos eletivos. A iniciativa dividiu as opiniões dos adversários. 

Marcos Alex, o Alex do PT, também entrou na disputa, mas afirma que não abriu e nem abria mão do salário de vereador porque continua trabalhando no Legislativo. “Tenho ido a todas as sessões e estou cumprimento com o meu papel de vereador. Oficialmente, ela não se afastou do cargo, mas não sei se ela está cumprindo o expediente. Sei que eu estou”.

O prefeito Alcides Bernal (PP), candidato à reeleição, foi procurado pela reportagem por telefone e por meio da assessoria de imprensa, mas não emitiu opinião até o fechamento desta matéria.

O candidato Carlos Alberto David dos Santos, o Coronel David (PSC), preferiu não comentar o assunto. Ele é deputado estadual e tem frequentado as sessões da Assembleia Legislativa desde que começou a campanha eleitoral.

Marcos Trad, que também é deputado estadual e candidato a prefeito pelo PSD, criticou a iniciativa da adversária e fez acusações. “A vice-governadora e candidata a prefeita, Rose Modesto, não está trabalhando e sim fazendo campanha em horário de expediente, portanto, precisava renunciar ao salário. Não renunciei ao cargo e não vou renunciar porque vou continuar cumprindo as funções parlamentares”, afirmou.

A assessoria de imprensa dele informou que em agosto, Marquinhos apresentou projetos de leis, oito indicações e cinco moções.

A equipe de comunicação de Rose rebate. “A vice-governadora e candidata, Rose Modesto, continua cumprindo suas funções; no entanto, em razão da sua atual condição de candidata, abriu mão do salário do cargo desde o dia 15 de agosto”, informou por meio de nota.

Critério - A reportagem conversou com os concorrentes à prefeitura da Capital que têm cargos eletivos. O critério foi escolhido para limitar a quantidade de entrevistas e possibilitar a apuração da matéria, uma vez que ouvir todos os candidatos com mandato seria inviável.

As opiniões emitidas foram colocadas em ordem alfabética de acordo com o nome que o candidato usa na campanha, conforme registrado no TRE (Tribunal Regional Eleitoral).




Aii sim. Parabens pela sua postura. Ainda existem pessoas que fazem a diferença
 
Ismael Souza Mael em 02/09/2016 16:04:59
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions