A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

06/01/2014 11:54

Especialista descarta epidemia de dengue, mas tipo 3 é próxima ameaça

Aline dos Santos
Imagem mostra larvas do mosquito que transmite a doença. (Foto: Rodrigo Pazinato/Arquivo)Imagem mostra larvas do mosquito que transmite a doença. (Foto: Rodrigo Pazinato/Arquivo)

Depois de um 2013 em que a dengue assolou Campo Grande, com 46.448 casos notificados e 12 mortes, o Verão de 2014 não deve registrar epidemia da doença.

A análise é do médico infectologista e diretor técnico da Fiocruz, Rivaldo Venâncio da Cunha. No entanto, o especialista alerta que o tipo 3 pode voltar com força no próximo Verão.

“Não espero uma nova epidemia nesse Verão. Principalmente por aquilo que chamamos de ‘esgotamento de suscetíveis’. Tem uma barreira imunitária pela quantidade muito grande de pessoas infectadas”, explica. Ou seja, muitas pessoas tiveram os tipos 1, 2 e 4 na última epidemia.

Para o Verão 2014/2015, a ameaça é o retorno do tipo 3 da doença. Em 2007, a chegada do vírus resultou em 45 mil notificações, superlotando a rede pública de Campo Grande.

Em 2013, a doença teve pico em janeiro, numa ascensão vertiginosa. Em cinco dias do primeiro mês de 2013, a média de notificações diárias chegou a 1.200.

Depois de 23 de janeiro, a média de notificações por dia caiu para 800. Em fevereiro, nova redução, desta vez para 600 notificações diárias. A situação levou a Prefeitura de Campo Grande a decretar situação de emergência. A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions