A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 22 de Junho de 2017


  • De olho na TV
  • De olho na TV

    com Reinaldo Rosa


17/02/2017 10:37

Caso da primeira-dama hackeada passou batido

Reinaldo Rosa

EMPODERADO II – Talmir Nolasco, outro personagem histórico do rádio de MS, ‘deu um tempo’ aos microfones. Depois de atuar na campanha eleitoral do PSD, atualmente presta serviços na Ouvidoria da Prefeitura de Campo Grande.

BELA, RECATADA E HACKEADA – Passou batido na imprensa escrita, falada e televisada de MS análise sobre a prisão de hacker envolvendo a primeira-dama, Marcela Temer. A diferença de elucidação de casos envolvendo pessoas comuns e aqueles praticados a quem detém Poder; apenas 5% a 8% dos casos são elucidados no Brasil, segundo estatísticas de órgãos de segurança...

VAPT VUPT – ... No caso do casal real foi mobilizado um efetivo composto por cinco delegados, 25 investigadores, três peritos e o chefe da Polícia Civil de SP. Solução e julgamento relâmpagos e condenação de cinco anos para o hacker, Silvonei de Jesus Souza. Ah! O Poder.

NÃO TEM JEITO – O cosmopolita jornalista Alexandre Garcia mantem comentário diário na FM Capital, de Campo Grande. Seu ‘tempo de casa’ não é suficiente para ele saber que Mato Grosso não é Mato Grosso do Sul.

SEMPRE EM 1º LUGAR – “FM Cidade, primeiro lugar”, segundo um instituto de pesquisas; “FM Capital, em primeiro”, em outro instituto. Pergunta matraca: qual –entre todas – resistiria a uma pesquisa qualitativa?

NÃO DEU – Mesmo contando com musicais de rádio no SBT de MS, ex-vereador Wanderley Cabeludo não se reelegeu. Eleitor-telespectador não aprovou seus programas legislativo e televisivo. Simples assim.

VAI ROLAR A FESTA – Se dependesse das emissoras de rádio de Campo Grande, ninguém ficaria sabendo que estamos a uma semana do carnaval. Apenas Ciro de Oliveira, na FM 104, dá especial destaque ao evento.

VC NA COLUNA – “Segundo Reinaldo Rosa, o ‘sertanejo universitário’ é tipo Enem. Agora fica a minha dúvida: a comparação com o NENEM - como eu defino - seria em função da mesma dificuldade que os alunos têm para entender as questões das provas com as dificuldades que os ouvintes têm para entender as letras das ‘chamadas’ músicas? Mas é claro que a denominação foi dez! Criatividade dez! Definição dez! Divulgação dez!. Agradeço de público ao colunista pelo simples fato de ele recordar e noticiar a equipe de Esporte da Rádio Difusora, na década de 80 e 90, conhecida como ‘Fórmula 1’ do Rádio Esportivo da região centro-oeste. A denominação foi em função da rapidez para o levantamento, checagem e divulgação da noticia. Como ele recordou, a equipe era boa de fato. Essa sim era equipe de rádio esportivos. Pena que tudo acabou; saudade”. Gilson Giordano.

VC NA COLUNA II – “Forte abraço Reinaldo Souza Rosa, parabéns pelo seu trabalho divulgando as coisas do rádio e TV”. Nivaldo Mota.

VC NA COLUNA III – “Somente para registro histórico, o nome da ‘Equipe Fórmula 1’ começou na Rádio Cultura em meados da década de 70, com o grupo de Prudentinos que vieram em busca dos seus sonhos: José Roberto de Brito, Edgar Lopes de Faria e Jurandir Gomes. Posteriormente, Rui Pimentel, Reinaldo Costa, que reforçaram o time que já tinha Ribeiro Junior, Silvio Berto, Mário Mendonça, Ramão Achucarro, José Carlos de Carvalho, Gomes de Moraes. Permaneceu com o mesmo nome até a coordenação do Pedro Silva, nos anos 80”. Arthur Mário Medeiros de Ramalho.

SÓ NO APLICATIVO – Transmissões da ‘Rádio Esporte MS’: entra no ar uma hora antes de o jogo começar e sai uma hora depois que a bola para. Quatro horas de jornada esportiva. No estádio Morenão, sintonize 107,5 FM ou ouça através do aplicativo Rádios Net a Rádio Esporte MS! Dica de Thiago Lopes de Faria.

Grupo Acaba vive, mesmo fora da mídia
ESTAMOS JUNTOS – Mesmo ausente da grade musical da maioria de emissoras de rádios e retransmissoras de TVs locais, o Grupo Acaba vive –e sobrevive-. ...
Música regional de MS é atração rara nas emissoras locais
ESTRELAS FAZEM SINAL – Paulo Simões, Geraldo Roca, autores da música 'Trem do Pantanal', considerada hino não oficial de MS, não têm o destaque merec...
Só um 'não' ao ouvinte pode tirar rádio da mesmice
LINHA FECHADA – Quando é preciso dizer ‘não’. Difusora AM também abre espaço para atendimento de pedidos musicais dos ouvintes. Perigo à vista; maior...
Rádio muda pouco na mudança da faixa AM para FM
NADA DE NOVO – Bolo gigante recheado de alianças na festa do dia de Santo Antonio, nesta terça-feira foi, de novo, notícia na TV Morena. E, novamente...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions