ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 24º

Política

Sonho de Giroto é iluminar a maior ponte de madeira em pleno Pantanal

Por Zemil Rocha | 16/11/2013 10:11
Giroto mostrando a velha ponte de madeira sob a nova de concreto (Foto: Kleber Gellio)
Giroto mostrando a velha ponte de madeira sob a nova de concreto (Foto: Kleber Gellio)

O secretário estadual de Obras, Edson Giroto, tem um sonho que pretende concretizar até o final do segundo mandato do governador André Puccinelli: instalar iluminação na maior ponte de madeira de Mato Grosso do Sul, a que atravessa o rio Paraguai na Estrada Parque, na região do Porto da Manga, em Corumbá.

A ponte de madeira de 228 metros foi mantida no local, apesar de ter sido construída e entregue à população a de concreto armado há um ano e meio. “Há um motivo histórico e outro turístico para manter a ponte de madeira”, explicou Giroto. “Ela fica na Estrada Parque, antiga BR-262, que depois mudou de traçado, fora do Morro do Urucum”, lembrou.

Para garantir a manutenção da ponte de madeira, segundo Giroto, um ribeirinho é pago para fazer a fiscalização e informar regulamente a situação.

O sonho acalentado por Giroto de promover a iluminação da velha ponte de madeira já se transformou em pedido à presidente da Fundação de Turismo, Nilde Brum. E não tem como se esquecer desse sonho, já que tem na parede de seu gabinete fotos da ponte.

Em razão da ponte de madeira, a navegação na região é restrita, não havendo altura suficiente para a passagem de grandes embarcações. “Tem um grupo que quer tirar a ponte de madeira, para permitir a passagem de barcos maiores, eu defendo que fique, até mesmo como forma de preservar os peixes”, disse o secretário.

Pronta no começo de 2012, a ponte de concreto custou R$ 16 milhões, conforme Giroto, sendo 75% investidos pelo governo federal e 25% pelo governo do Estado.

Nos siga no Google Notícias