A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

22/11/2011 21:30

Forno aceso provocou incêndio com mortes em prédio de luxo na Capital

Aline dos Santosn e Nadyenka Castro

Perícia já havia descartado crime e sobrecarga de energia elétrica

Incêndio começou em cozinha de apartamento. (Foto: João Garrigó)Incêndio começou em cozinha de apartamento. (Foto: João Garrigó)

O Campo Grande News apurou que um forno esquecido aceso foi a causa do incêndio que matou duas pessoas no edifício de luxo Leonardo Da Vinci, em Campo Grande. A perícia já havia descartado crime e sobrecarga de energia elétrica.

O fogo começou na cozinha do apartamento 904 do 9º andar e foi para a sala. Todas as janelas e portas de acesso à moradia estavam fechadas e a fumaça saía por frestas de uma veneziana na sala.

O filho do casal morador do apartamento, que estava em andar superior, viu a fumaça e foi ao local avisar os pais. Ele entrou por uma das portas e ao acordar o pai e a mãe, abriu, entre outras, a janela da sacada.

Com isso, o fogo, que estava quase no fim, teve mais oxigênio para se ‘alimentar’ e ‘reanimou’, derreteu o sensor do elevador e a fumaça se propagou pelo prédio. Caso o jovem não tivesse aberto as portas e janelas, poderia haver uma explosão no apartamento.

O incêndio, ocorrido no dia 2 de outubro, resultou na morte por intoxicação do publicitário Giovanni Sergio Dolabani Leite, de 24 anos. Ele chegou a ser socorrido para atendimento médico, mas não resistiu.

Também morreu intoxicada a defensora pública Kátia da Silva Soares Barroso, de 37 anos. Ela ficou internada por três dias e não resistiu. O marido dela, o também defensor público Francisco José Soares Barroso, e o filho do casal, João Manoel, de sete anos, também ficaram internados.

O prédio, localizado na rua Amazonas, tem dois apartamentos por andar e cada imóvel é avaliado em R$ 800 mil.

Leonardo Da Vinci e mais 5 edifícios recebem treinamento contra incêndio
Mais 6 prédios residenciais de Campo Grande recebem treinamento do Corpo de Bombeiros contra Incêndio e Pânico, nesta segunda-feira (7). Entre eles, ...
Vítimas de incêndio em prédio continuam internadas, menino teve alta
A mais de 10 dias do incêndio no Edifício Leonardo Da Vinci, duas vítimas ainda permanecem internadas em estado grave. O defensor público José Soares...


Me digam uma coisa: Estes fornos não possuem um dispositivo de alarme e ou chave automática de proteção para um eventual excesso de calor? Então a indenização pode ser de responsabilidade do fabricante não é? Me avisem então se estes equipamentos não são seguros, pois não os terei em minha casa. Com a palavra os orgãos responsaveis.
 
joão assis em 23/11/2011 07:30:18
É, continuo preferindo morar em casas, pelo menos não preciso me preocupar se o vizinho vai esquecer o fogao ligado...Alguns preferem apartamentos por seguranca, Que seguranca??? mortes por motivos tao banais, é lamentavel....um imovel tao caro e tão vulneravel.
 
luciana vieira em 22/11/2011 10:59:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions