ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, TERÇA  13    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Ex-pastor que fez mulher refém por 12 horas é achado morto em motel

Jesus Gorgs, 41 anos, foi achado em quarto de motel na saída para Corumbá

Por Marta Ferreira | 08/03/2021 19:09
O ex-pastor Jesus Gorgs, em cena de violência doméstica transmitida ao vivo. (Foto: Reprodução de vídeo)
O ex-pastor Jesus Gorgs, em cena de violência doméstica transmitida ao vivo. (Foto: Reprodução de vídeo)

Personagem de uma das cenas que marcou 2020 em Campo Grande, ao manter a mulher em cárcere privado, o ex-pastor Jesus Gorgs, 41 anos, foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (8). Um ano depois do episódio, o corpo estava no quarto de um motel na saída para Terenos, na Avenida Duque de Caxias.

Não havia sinais de violência nem de que o pastor estivesse com alguém, levando à suspeita de suicídio. O corpo foi achado por volta das 9h30.

O Campo Grande News apurou que vai ser aberto inquérito pela Polícia Civil sobre o caso para averiguar em que situação o ex-pastor morreu.

Equipe de socorro na entrada do motel em que ex-pastor foi encontrado morto nesta manhã (Foto: Paulo Francis)
Equipe de socorro na entrada do motel em que ex-pastor foi encontrado morto nesta manhã (Foto: Paulo Francis)

O episódio - Jesus Dalnivo Gorgs foi preso em 12 de março do ano passado, em residência no Bairro Giocondo Orsi, quando agrediu a esposa, filmou e transmitiu parte do episódio criminoso na internet. Ao todo, a violência durou 12 horas.

A Polícia Militar foi chamada no fim da manhã do dia 1 2 de março e por volta das 15h, o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) decidiu invadir o quarto onde Jesus mantinha a mulher refém. Ele foi desarmado e preso.

Doze dias depois, foi liberado com tornozeleira eletrônica para cumprir prisão domiciliar. No meio do ano, conseguiu liberação após ser perdoado pela vítima.

O caso foi investigado pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). O acusado foi denunciado pelos crimes de cárcere privado qualificado, ameaça, lesão corporal dolosa (violência doméstica), registro não autorizado de intimidade sexual e divulgação de cena de estupro ou nudez.

"Família refeita" - Gorgs foi expulso da Assembleia de Deus, em que era pastor. Em junho do ano passado, informação processual, confirmada pela defesa dele, informava que o casal havia retomado a relação.

Na ocasião, a informação prestada é de que o ex-pastor iria retomar tratamento psiquiátrico.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário