14/01/2019 09:36

Arma de pistoleiro do PCC foi usada em dois atentados na fronteira

Perícia confirmou que pistola 9 milímetros encontrada com bandido de 18 anos foi usada em assassinato em dezembro e numa tentativa de homicídio, em maio do ano passado

Helio de Freitas, de Dourados
Douglas tem apenas 18 anos, mas é considerado de alta periculosidade (Foto: ABC Color)Douglas tem apenas 18 anos, mas é considerado de alta periculosidade (Foto: ABC Color)

A pistola marca Glock calibre 9 milímetros apreendida na semana passada com o pistoleiro paraguaio Douglas Danilo Colmán, 18, foi usada em um assassinato e numa tentativa de homicídio, os dois crimes ocorridos em Pedro Juan Caballero cidade vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande.

A perícia da divisão de investigações da Polícia Nacional confirmou através de balística que a arma, de fabricação austríaca, foi usada no assassinato de Isabelino Ramón Argüello Soria, 33, no dia 31 de dezembro passado.

A arma também foi utilizada no atentado contra Alcides Gómez, em maio do ano passado. Ele seguia com seu carro pela área central de Pedro Juan Caballero quando foi atacado a tiros por pistoleiros. Pelo menos 11 tiros acertaram o veículo, mas Alcides escapou ileso.

Apontado como pistoleiro da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), Douglas Colmán foi preso sexta-feira (11) em sua casa, em Pedro Juan Caballero.

Suspeito de participação em vários assassinatos na fronteira, Douglas, apesar da pouca idade, é considerado extremamente perigoso. Aos 18 anos, ele já acumula antecedentes criminais por roubo e tentativa de homicídio.

A polícia paraguaia tenta localizar agora o comparsa ele, Celso Ariel Escobar Centurión, piloto da moto que carregava o pistoleiro nos dois atentados.

Pistola de fabricação austríaca foi usada em dois atentados na fronteira (Foto: ABC Color)Pistola de fabricação austríaca foi usada em dois atentados na fronteira (Foto: ABC Color)
imagem transparente